Redes sociais foram criadas pra ligar pessoas, ideias e interesses.
Enquanto o Orkut bombava no Brasil, o Facebook crescia no resto do mundo e fomos nos acostumando com Twitter, Instagram, Tumblr, Pinterest e outros tantos.
Mas no horário de expediente, quem reina é o LinkedIn, com sua proposta de ser uma rede social séria, profissional, pra trocar currículos e encontrar vagas interessantes de trabalho.

Corta a cena, volta pro mundo real.

O coworking é o LinkedIn da vida real. Conexão na prática: na mesa ao lado, na máquina de café, no happy hour de sexta.
Nas redes, é natural a gente se conectar só com quem tem ideias parecidas com as nossas. Em uma empresa, a mesma coisa, o recrutamento sempre busca profissionais com a mesma visão da empresa.

Mas no coworking, as diferenças só ajudam.

Você consegue imaginar um espaço com profissionais de
engenharia, TI, finanças, marketing, fotografia, negócios imobiliários, contabilidade, design e comunicação? A gente nem precisa imaginar, essa é nossa rotina. E podemos garantir que quando as diferenças se unem, todo mundo
aprende, todo mundo se ajuda.

E todo mundo cresce junto.

0 comentário(s)